O ensinamento do jardim

Just another WordPress.com weblog

Criar é projetar-se…

O artista projeta-se em sua criação, ele retorna, retoca e recria como uma criança que cresce e aprende a cada dia com seus fazeres. Escrevo coisas e o que faço é produto de ventanias internas > Que nome daria a isto? O que faço é deixar marcas na areia do tempo, o vento vem e por vezes apaga tudo… Na impermanência descubro que somos viajantes estrelares, nossas marcas sumirão, entretanto, teimam em existir agora.

Outubro 30, 2008 Posted by | comentários | | 3 comentários

Biombos azuis

mystical_fantasy_paintings_kb_wall_josephine-whispered_dreams

Biombos azuis

O céu da boca está cheinho de estrelas

Sim, está cheinho de estrelas, alcaçuz

Assim como estou cheinha de sonhos

Os sonhos cheinhos de biombos azuis

Cheinho de vida está o amanhecer.

Os passarinhos teimam em me acordar

Os cheiros da casa convidativos, hortelãs

Quero ficar na cama feito criança preguiçosa

Deliciar-me de preguiça pela manhã

Mas, os passarinhos convidam-me a levantar

As estrelas da noite no céu do meu id

Como concha a abrir e fechar, faz pérola

Ergo-me ao impulso das necessidades

Para meu <eu encantado> desencantar

 

Outubro 29, 2008 Posted by | POESIAS | | 3 comentários

Criar é projetar-se…

O ensinamento do jardim

O artista projeta-se em sua criação, ele retorna, retoca e recria como uma criança que cresce e aprende a cada dia com seus fazeres. Escrevo coisas e o que faço é produto de ventanias internas > Que nome daria a isto? O que faço é deixar marcas na areia do tempo, o vento vem e por vezes apaga tudo… Na impermanência descubro que somos viajantes estrelares, nossas marcas sumirão, entretanto, teimam em existir agora.

View original post

Setembro 28, 2016 Posted by | Uncategorized | Deixe um comentário

Campos para as margaridas

Que o verde sobressaia no azul

O dourado traga mais calor

Sobreponha ao frio das almas egocêntricas.

Estas não mais solidifiquem as forças do amor.

..

 

Que a vaidade de mãos gélidas

e unhas coloridas encontre saída,

deixe os campos livres para as margaridas.

Porque não queremos mais hipocrisia

queremos melodia de cachoeiras transparentes

que nos convidam ao refazimento

 

A hora é chegada, o ciclo fecha

Precisamos ajuntar sonhos

Encantar o mundo com almas cintilantes

cuja pureza das intenções revigoram

Revigorarão a aurora do dia seguinte…

 

Ma Ry Açucena

Setembro 24, 2016 Posted by | Uncategorized | Deixe um comentário

O segredo

buda-1

Estou no útero, assim boiando. Este eco nos ouvidos é dos meus próprios sons internos.  Abraçada ao farfalhar das águas salgadas e mornas, a elas entregue como fazendo parte da matemática mais exata.  O todo, ao redor, compactua para este sentir.  São momentos de extrema desconcentração onde sou só cabeça que pesa e pensamentos soltos.

Sendo gestada como sempre estive sinto a pulsação do criador.  Ele sou eu, agora somos um.  Envolvendo todo meu ser, a densidade da água me sustém e de olhos abertos para o céu do ventre universo, vejo a imensidão azul celeste a me circunscrever e me esqueço como a um ponto.  Faço meu próprio verso em mim que irradia do infinito a me alcançar e integro-me ao todo como parte dele.  Este é meu segredo de estar feliz neste degredo.

Setembro 27, 2009 Posted by | Uncategorized | Deixe um comentário

O ensinamento do jardim

Creio que os sonhos

Sempre foram

Onde floresce o sol

Maças são sumos-sucos

Hortelãs, aromas

Desde que queiramos

Abrir portas

Que queiramos

Sobreviver ameixas

Borboletas brincarão

colorirão o entardecer

Independentes de nós

Por nos perceptíveis

Quando sensíveis.

Cada flor tem seu momento

Na primavera

Compartilham cores

Não insistirei ao meu jardim

Depois de adubá-lo

Dar do que sempre almejei

Dias tem horas

Horas movimento

Movimento, luminosidade.

Todos fazem parte

Da energia singular

Quando não matéria

Semeastes flores.

As encontraremos

Entre amigos e sítios

Às vezes, gratuitamente,

aqui, acolá

Encontrarás vontades

Não mais perecerá

Tudo cicla neste universo

De palavras e sorrisos

Doces lembranças

Permanecerão em meu abrigo

Como folhas que caem

Serpenteiam meus pensamentos

Ipês preparam flores

Que colorirão este inverno sombrio

Devamos crer nisto

Pois é assim que você

Nos fez confiar.

Agosto 29, 2009 Posted by | michael jackson, POESIAS | 2 comentários

PROCURA

Não estão acostumadas
Querem, buscam
Choram
Amor ignoram
Passam por entre as redes
Tecidas calmamente
Na brisa azulada
Não se agarram a nada
Não se prendem
Temem
A busca continua

A alma é nua
Ignoram novamente
O amor que as
Procura

vento

Julho 28, 2009 Posted by | POESIAS | | Deixe um comentário

Another part me

458

“Estamos enviando / Um amor maior / E esta é nossa / Mensagem para você / Os planetas estão se alinhando / Estamos trazendo dias melhores / Eles estão todos alinhados / Esperando por você / Você não consegue ver…? /Você é apenas outra parte de mim… “
Another Part Me – Michael Jackson

Julho 27, 2009 Posted by | michael jackson | , | 1 Comentário

Terra

12063757_1021323594578506_2768972786711469964_n

 

Amo-te porque és vida, vinho, lilás és sonho.

Cintilante beija flor, és tu adocicado néctar.

Amo-te porque sabes milagrar tempestades,

sininhos de alerta.

 

Compreendidas serão tuas letras, nestes instantes?

Diante dos musgos que escondem o belo e singelo?

Lágrimas de cristal!

Ninguém confia senão em si

Tantas foram as hipocrisias

Tanto foi o mal 

 

São de pétalas que amanhecem os dias

Neste jardim suave dor, breve alegria.

Sabedores do por do sol, tua luz permanece farol

Como a chama destes versos contra/atuais.

 

Hoje somos poucos os sensíveis

a pressentir a queda,

o esmagar de tudo o que mais amamos

Tornar-se ão húmus de nossas imperfeições.

Poderão vir a ser o recomeço às novas flores

Se sonhos e borboletas forem.

Julho 27, 2009 Posted by | michael jackson, POESIAS | 4 comentários

Laranjais

Estávamos certos quando dizíamos:

Éramos gomos

Éramos tantos e tantos sonhos,

Gomos escondidos no todo

Éramos assim como mel e água

na atmosfera, flutuávamos

Não sabíamos da onde vinhamos..

nem para onde íamos

Mas, existia um lugar para cada um de nós

Quando crianças éramos convictos deste lugar

Um lugar suspenso no ar

Hoje não sabemos de lugar algum

Existe um lugar para cada um?

Seremos todos julgados, dizem uns.

Por nós mesmos? por quem ou quais?

Senhores Juízes!

Somos tds gomos destes laranjais.

mandala_thumb6

Janeiro 13, 2009 Posted by | POESIAS | 1 Comentário

Preâmbulos do amor…

PREÂMBULOS DO AMOR…

E nestes passos que clareiam as horas

Vou divagar sobre estes momentos…

Sei que de mim vento passa, tu ignoras

Tua lembrança enche a taça do esquecimento

Alguém consegue amar sem perder-se?

quando esse amar é esquecimento de si!

Perde-se no outro que fizera renascer,

a flor das entranhas, maravilha flor de liz.

Esqueçamos as recordações dos desafetos

as buscas significam o encontro do completo.

Quando a liberdade está na imensidão do deserto,

não é preciso fechar-se por estar aberto.

O que se expandiu é parte do chacra geratriz,

fonte criadora que impulsiona o progresso.

Nele encontraremos os segredos de ser feliz

no oceano do amor sublimado sereis verso

 

Outubro 29, 2008 Posted by | POESIAS | | Deixe um comentário